Detetive RPG BR
Seja Bem-Vindo !!!

Aqui se reúnem as maiores mentes criminosas e os detetives mais perspicazes em um luta entre justiça e interesse. Venha e participe das aventuras que lhe aguardam em Londres. Inscreva-se e inicie essa jornada.

Aviso: Nosso site esta passando por uma renovação, estaremos parados nesse meio tempo, caso tenha se interessado se cadastre que entraremos em contato avisando da estreia.

Administração Detetive RPG



 
PortalPortal  InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Teste para Mercenário - Wayne Keller

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Wayne Keller

avatar

Mensagens : 8
Data de inscrição : 08/07/2017
Idade : 32
Localização : Londres

Ficha de Personagem
Level: 1
HP:
116/116  (116/116)
Experiência:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Teste para Mercenário - Wayne Keller   Qui Jul 20, 2017 7:17 pm

Era como se aquele quarto de hotel tivesse apenas banheiro, cama, e a cadeira que ficava de frente para a sacada. Lá, Wayne costumava refletir sobre sua vida e cochilar ás vezes. Estava sonhando com a mulher do bar. Eles surfavam em cima de um submarino verde no fundo do mar, até que a sirene  sinalizou a aproximação de um cardume de pombos. O som se transformou na campainha do apartamento onde estava hospedado e ele levantou muito assustado para o seu gosto. Era quase uma da manhã e o olho mágico revelou uma criança. "Que porra é essa?" Wayne desistiu da ideia de ser uma assombração, pois assombrações não brincam de Hand Spinner coloridos. Abriu a porta com o pega-ladrão ainda enganchado no batente, e, cheio de dúvidas na voz, perguntou. - O que foi? - O garoto balançou a cabeça negativamente e resmungou com alguns "tsc tsc". - É pra você. - Disse ele enquanto tirava uma carta amassada que estava em seu bolso. O fotógrafo namorou a carta e ao constatar que ela não tinha espessura para ser uma ameaça, pegou-a. - Vai embora agora. E para de ser assim... Assustando os outros de madrugada. - O garoto sorriu de forma gostosa e sumiu pelos corredores.

Ao abrir a carta e associar os fatos, Wayne entendeu que não se tratava de nenhuma coincidência, travessura de criança ou um espírito travesso. Ele era de fato um mercenário conhecido por muitas pessoas espalhadas nos confins da Europa e estavam solicitando seu serviço. Este meio era assim: só contratavam pessoas de confiança e faziam de tudo para acharem essas pessoas onde quer que elas tentem se esconder. Acharam Wayne Keller e uma vez com esse status, sempre com esse status. Não era hora de refletir mais uma vez sobre os passos que tomou em sua vida. Não tinha como fugir ou simplesmente achar que pode ter uma vida normal, caso contrário, sua vida normal teria minutos contados.

Ele deveria primeiramente, de acordo com o trabalho, tirar algumas fotos de duas pessoas influentes da cidade. Até então, tarefa fácil. O pior viria depois, quando chegasse a hora de assassinar o contador criminoso que tem muitas mortes em suas costas. Keller não conseguiu dormir até às oito da manhã do dia seguinte, quando chegou a hora de executar o combinado. Pelo menos, teve muito tempo pra estudar - e apenas estudar - seus passos.

O primeiro passo foi alugar um carro e estacioná-lo próximo ao parque. Wayne ficou nervoso ao perceber que já começou mal, pois o parque era grande e ele não conseguiria desfilar com o veículo. Desceu do carro, pegou sua máquina fotográfica com o maior potencial de aproximação, sua mochila, e escolheu um ponto que imaginou ser o "central". A cada minuto que passava era um a menos que ele viveria, caso não concluísse o que foi pedido. Essas ocasiões são "imperdíveis" e se alguém solicitou tal trabalho, em tal dia, horário e lugar, este deveria ser cumprido, pois, provavelmente, não haveria outra ocasião oportuna tão cedo.

Seu coração acelerou e bateu forte de uma maneira que podia ser visível aos olhos, mesmo abaixo da jaqueta. Wayne viu a frente uma silhueta que destoava das demais. Um homem de terno caminhava só não mais rápido que as pessoas saudáveis e suas corridas matinais. Ele falava ao celular e Wayne conseguiu, através do zoom, identificá-lo como o chefe da polícia londrina. Ele não era o foco da missão, Keller deduziu, mas, de qualquer forma, não custou nada tirar algumas fotos dele também. O contador chegou alguns minutos atrasados e Wayne supôs que ele não era um bom funcionário, enfim, os dois estavam juntos e as fotos foram batidas com eficiência. Só que as fotos em sua máquina e o fotógrafo morto, não adiantaria nada, portanto, Wayne permaneceu em estado de adrenalina alta até que conseguisse matar o matador.

Não foi nada fácil. A falta de tempo para preparar o ato foi crucial para elevar o risco da missão. O contador seguiu até a avenida que circundava o parque com Wayne em seu encalço. O homem havia pedido um táxi e Wayne não perdeu a oportunidade de pegar um outro que vinha logo atrás.
- Pode ir mais rápido. - Ele já havia deixado duas notas altas de dinheiro em cima do painel e foi orientando o taxista de acordo com o veículo a frente que conduzia o alvo. Quando este foi deixado no local onde pediu, Wayne desceu logo atrás, sempre mantendo-o vista. O contador entrou um um prédio residencial e Wayne correu para entrar com ele. O porteiro deduziu que ambos estavam juntos e não o barrou. Então, com a máquina fotográfica ainda pendurada no pescoço, estava no elevador com o contador, que, perto de chegar no andar acionado, deu um passo a frente para se aproximar da porta. Foi a deixa para Wayne sacar sua arma com silenciador que estava atrás, na cintura, e dar um tiro a queima-roupa na nuca do vagabundo. O corpo caiu de uma maneira que a porta do elevador não fecharia tão cedo. Wayne constatou que ninguém nos corredores daquele andar viu o homem caído e então solicitou o elevador ao lado. Infelizmente, este segundo elevador também tinha passageiros. Ele apenas abaixou o rosto, fingindo estar mexendo em sua máquina, e seu boné fez o papel de oculta-lo. Apertou o botão do térreo e antes que a porta se fechasse, gritos de horror entraram em seus ouvidos como uma mosca barulhenta. Mas já estava feito! Quando chegou no térreo, para se esconder das câmeras, repetiu o gesto de abaixar o rosto e mexer na máquina.

O caminho até o carro alugado foi tenso, mas não havia nada mais a se fazer. Devolveu o veículo, trocou de roupa no banheiro da locadora, usando as peças que estavam em sua mochila e foi a pé para o hotel onde estava hospedado. Temeu ser recepcionado por pessoas indesejadas, mas só ficou surpreso quando chegou no seu quarto e viu as duzentas mil Libras em cima da cama. Que cena linda! Só seria final feliz se o HD externo, com dezenas de arquivos contendo fotos de centenas de pessoas, ainda estivesse em cima do criado-mudo. Em breve, clientes ligarão pra ele e pedirão as fotos de momentos felizes e especiais e então, Wayne só dirá que tem as fotos do último homem que matou.

Talvez a carreira de terrorista fosse mais fácil. Matar sem planejar e ainda permanecer blindado de qualquer suspeita não é possível nem para o Bond, James Bond, muito menos para Keller, Wayne Keller.


"A câmera é um instrumento que ensina a gente a ver sem câmera."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
John C. K. Heiselmann
Mercenário
Mercenário
avatar

Mensagens : 152
Data de inscrição : 21/05/2012
Idade : 30

Ficha de Personagem
Level: 999
HP:
999/999  (999/999)
Experiência:
999/999  (999/999)

MensagemAssunto: Re: Teste para Mercenário - Wayne Keller   Dom Jul 23, 2017 10:27 pm

Alguns erros de português. A narração foi interessante, mas poderia ser mais detalhada. Aprovado, novo mercenário.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Teste para Mercenário - Wayne Keller
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Teste para filhos de Zeus
» Teste para filhos de Poseidon
» Teste para filhos de Hades
» Teste para Rainha das Amazonas- Alexia
» Pedidos de teste para reclamação! (Zeus - Poseidon - Hades - Atena)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Detetive RPG BR :: Geral :: Registros gerais :: Teste de Classe :: Teste Mercenário-
Ir para: